Idade influencia para entrar no mundo web?


(Pedro Jeferson) #1

Estou "iniciando" na area de programação web, venho da area de infraestrutura em TI e sempre fui interessado por desenvolvimento web e seus afins, hoje estou procurando me especializar cada vez mais, apesar de realmente iniciar "tardiamente" meus estudos nessa área nos meus 31 anos procurei fazer o que realmente gosto e aprender a programar para web...ja ouvi muitos dizerem "...mas vc ja está com a idade avançada pra entrar nesse mundo" , "tem mta molecada boa, vc nao vai conseguir concorrer com eles"... Realmente confesso que eu queria ter iniciado mto antes mas por motivos maiores nao era possível, mas hoje estou ai pra aprender com os mais jovens e acompanhar quem inicia, será que tem limite de idade pra entrar nesse mundo web?


(Daniel Vieira) #2

Olá @pedro.jeferson me encontro no mesmo caminho que você. estou começando a minha carreira em programação web e pelo que estou vendo no mercado aqui de Recife, está faltando gente qualificada e que realmente entenda do assunto. Vejo vagas oferecidas que ficam rodando por varias semanas e até meses. acredito que preconceito sempre terá mas se este é teu sonho, é o que você gosta de fazer faça o que estou fazendo, buscando conhecimento, fazendo cursos sou formado em designer gráfico mas me identifiquei bastante com o desenvolvimento Web. abraço


(Diego Eis) #3

@pedro.jeferson idade não é problema. Você tem experiências em outros trabalhos, mesmo que não seja em web? Isso conta muito contra essa molecada. Mesmo assim, realmente, a molecada dá trabalho. Eles são baratos, ágeis, aprendem rápido e estão mais conectados que a gente, sempre. Por isso você precisa apostar na sua experiência, na sabedoria dos "mais velhos" e ir para cima.


(Sérgio Lopes) #4

Também acho que idade não é problema.

Diferencial é conhecimento, experiência, formação/currículo. E uma pessoa mais vivida pode se diferenciar ainda mostrando mais maturidade, humildade, menos impulsividade.


(Luã Ciceri Schwertner) #5

Creio também que idade não importa. Utilize essa sua experiência a seu favor, tornando ela um diferencial de seus concorrentes. Busque sempre por conhecimento, sempre manter-se atualizado e por dentro das novas tecnologias que surgem em relação a sua área. Acredite e aposte em você :wink: !


(Pedro Jeferson) #6

Olá Galera bem legal as respostas, realmente acredito de mais no meu potencial e onde posso chegar, e assim em qualquer área de nossas vidas não importa idade se quer começar algo novo.

Valeu mesmo.


(Elcio Ferreira) #7

@pedro.jeferson, posso falar como empregador e como professor. Já treinei dezenas de equipes de desenvolvimento, em todo tipo de empresa. Idade conta sim. A seu favor.

Boa parte das dores de cabeça que os gerentes de desenvolvimento têm por aí não tem a ver com as qualificações técnicas de seu pessoal, mas com aspectos pessoais. Está cheio de meninos aí, récem saídos da adolescência, que são muito rápidos tecnicamente e topam trabalhar por pouco. Mas o gerente acaba fazendo um bocado de trabalho de babá.

O que não é uma crítica a esse pessoal. É normal. Aos 22 anos de idade, tem uma porção de coisas sobre carreira, compromisso e até política que a maioria das pessoas vai levar anos para aprender.

É comum que o gerente de um time de programadores jovens tenha dificuldade em encontrar alguém dentro do time em quem ele confie para, por exemplo, sentar na frente do cliente e apresentar o software que foi desenvolvido.

É claro, chegando mais tarde você vai ter que estudar muito. Mas em web você tem que estudar muito sempre, não tem jeito. Dei aula esses dias para um rapaz de 24 anos, que aprendeu CSS aos 18 e não se atualizou desde então. Ele estava completamente obsoleto.

Além disso, esse mercado tem uma carência de mão de obra imensa. Agora com a crise as coisas estão bem desaquecidas, mas mesmo assim não falta emprego para bons programadores. Também, convenhamos, aos 31 você não é exatamente velho. Mas meu conselho seria o mesmo se você tivesse 50. Se você está mesmo a fim, vai que dá.


(Jean Paulo Amaral) #8

Estou em uma situação semelhante, amigos.
Há uns 10 anos eu estava estudando um pouco de web, mas a vida e problemas pessoais me afastaram. Não consegui fazer nada profissional, apenas testezinhos no próprio computador, nada completo.

Esse ano eu estou com muita vontade de voltar a estudar web, inclusive assinei os cursos do Alura e to assistindo. Apesar de ter ficado afastado esse tempo todo, eu pelo menos lia as matérias, então tenho noção do quanto as coisas mudaram.

Esse ano eu consegui pelo menos entrar na área de programação (pl/sql), mas não fiz nada de web ainda. E fico pensando "Será que vale a pena mesmo?"

Acredito que os empregadores não me veriam com vantagem. "Você tem (quase) 30 anos e ainda não experiência com web?". O resto dos motivos vocês já citaram. E isso me deixa na dúvida se vale a pena largar algumas coisas pra arriscar na área de web que eu sempre gostei.

Abraços galera.


(Pedro Jeferson) #9

@jeanpaulo nao digo largar tudo, mas vale a pena estudar sim e com o tempo vera que esse mercado é bom... mas conta muito com o fazer o que voce gosta.


(Simone Lopes) #10

Eu quero entrar na área, para poder me mudar pra Recife. Sou do Rio e vejo várias vagas abertas, meses. Gosto da área e estou tentando me aventurar agora. Também estou com uma idade "avançada", tenho 25 anos e já me considero um pouco atrasada para entrar no mercado.


(Vitor Melo) #11

Pedro de cara você já tem um grande diferencial, que é saber lidar com o cliente, nessa área o relacionamento humano conta pra caramba.

Sua determinação é que vai contar no final, por mais que a molecada cobre barato e corra, eles perdem muito o foco, fora a o quesito responsabilidade que nem preciso falar.

Nossa vida é bem curta, se toda vez você parar para escutar as pessoas que dizem que você não pode fazer algo, simplesmente não irá fazer nada. Se será feliz fazendo isso corre atrás e pode contar com a galera daqui que vai te apoiar em massa!


(Vitor Melo) #12

Inspirantes palavras Elcio, penso exatamente como você.


(Vitor Melo) #13

Sobre vagas no Rio, só pesquisa legal antes, pois tem muita coisa furada no mercado, já fui em cada entrevista doida, a mais engraçada foi em uma que o sócio do dono tinha levado a metade dos computadores deixando apenas os fios das instalações elétricas, em umas das salas que ele me levou tinha inúmeras máquinas de cartão de crédito, é óbvio que eu pulei fora. Em outros casos não tinha nem salário, eles chamavam de ajuda de custo pra você ver.

Existem empresas legais, mas não é tão simples entrar, pois geralmente rola muita indicação dos próprios funcionários daí para captar gente nova é bem difícil.

Sobre idade já trabalhei com senhores adolescentes em com jovens idosos. Hoje no mercado de TI eu não vejo tanto preconceito com idades e você está mega nova, estude bastante e conte com a galera do fórum :smile:


(Mauricio Nunes Lopes) #14

O canal é a galera começar a ignorar empresas desse tipo que vc falou ai no começo @vtmx. Tem muita furada mesmo. O pior mesmo é a prostituição do mercado. Empresas que pedem um mundo de conhecimento e não querem pagar nada.


(Diana K Cury) #15

Não parece existir limite de idade pra se aprender coisas, sobre concorrência no mercado de trabalho só é difícil concorrer com um jovem de 16 anos que pode receber uma merreca por um serviço, porque segundo os empregadores ele só precisa de grana pra refrigerante e cinema. Não haveria tanta injustiça e disparidade nos valores se estivesse definido que pessoas mais jovens** não devem receber menos por serem jovens ou menor de idade**, isso quando recebem.

Em web você precisa estudar o tempo todo, precisa se atualizar sempre, outro motivo porque é uma carreira que deve ser melhor remunerada, há um desgaste e um investimento em coisas que podem não ser o padrão em questão de um ano.


(Cjmzinho) #16

Amigão, sou palmeirense fanático, nesse fim de ano fui assistir um jogo da equipe senior do meu time.

Existe um cara, chamado Ademir da Guia, ele foi uma lenda para nós, palmeirenses, ficou conhecido como O Divino e comandou o meio campo palestrino em muitos titulos de nossa história, até hoje ele é reverenciado.

Durante o jogo, pra mim e todos que estavam assistindo, ficou claro, no dominio de bola, nos passes certeiros, na cabeça erguida durante o jogo, que SIM, idade faz diferença.

Claramente o cara sabia se posicionar melhor, falava com educação com o juiz e seus adversarios, quando recebia a bola ja erguia a cabeça, sabia que já tinha em mente a jogada que ia fazer.

Ou seja, a idade só trouxe experiência, costas calejadas e conhecimento. Um senhorzinho de uns 70 e poucos, dando um banho de bola em gente muito mais nova. Sei que não tem muito a ver, talvez você nem goste de futebol, mas pra mim, nos meus 20 e poucos anos, foi bem interessante ver aquilo.


(Pedro Jeferson) #17

Cara adoro futebol, uma otima referencia, valeu.


(Pdrog's) #18

E um pouco triste mesmo o lance de "TECtuição". Eu trabalho com design/FRONT, dou aula de ferramentas da adobe. Tem amigo meu da "Gringa" que diz que achou muito estranho os empregadores deles perguntar o quanto ele queria ganhar. Aqui no Brasil a gente tem esse problema. Em todo lugar que você disponibiliza um serviço você é bombardeado por..." Eu não sou gringo não" ou "Meu sobrinho (famoso) faz de graça pra mim" esse tipo de coisa. Quanto a entrar ou em um área que dominada por jovens, acho que existe vários fatores, como tempo,filhos,dinheiro(falta) e por aí vai. No final das contas você deve entrar se for algo que te deixa feliz. Boa sorte. :smile:


(Sophia) #19

Elcio, tem uma ótima opinião. Absolutamente concordo. Vi muitas vagas de emprego para programadores de 20 até 50 anos http://www.jobtonic.com.br/sao-paulo/jobs/programador/ Não falta de emprego para um bom programador. Também concordo que o autor deve começar estudar já porque esta área é bastante trabalhosa, deve estudar muito para ter um bom emprego.


(Marcus Ortense) #20

@pedro.jeferson Cara, sendo bem direto, um sonoro não rs

Ok tem muito guri por ai que realmente já nasceu na época da banda larga e está pode ser a primeira opção dele, mas falando como alguém que já mudou "de área" duas vezes, esforço e qualidade do trabalho acabam compensando qualquer diferença de idade.

Fora que o conhecimento de outras áreas pode ajudar e muito na sua carreira de desenvolvedor.