Alguém já fez curso no modelo Bootcamp no exterior ?


(Marcelo Noronha da Silva) #1

Ola pessoal, estou morando na Nova Zelândia e pretendo fazer um curso de imersão em Full Stack Development, mas como o investimento é alto, ainda tenho duvidas se vale a pena e o quanto esta modalidade de aprendizado é valorizada no mercado brasileiro.

O curso é o Dev Bootcamp (www.devbootcamp.com) e tem duração de 19 semanas, sendo 8 em modo remoto + 8 presencial full time.

Alguém já fez algum curso nesta modalidade? Se sim, qual foi o retorno obtido em termos de colocação no mercado?

Valeu!


(André Campos) #2

Aqui no Brasil tem algo semelhante, pela "bagatela" de R$ 14.900,00. Veja: http://gizmodo.uol.com.br/bootcamp-lewagon-sao-paulo/.

Bom, como não sei o preço do curso aí na Nova Zelândia, e tão pouco tenho noção de quanto é custo de vida médio na região que reside, irei me basear na realidade brasileira, e com este valor do bootcamp nacional, e sendo apenas minha opinião pessoal.

Se fosse EU, com este valor disponível, e também este tempo disponível, tentaria outros meios de poder ter um aprendizado intensivo na área. Vale lembrar que este valor, é igual a dois salário médios de um profissional sênior na região de rio-são paulo, e até mais de 3 meses de salário médios de um mesmo profissional sênior em outras regiões do país. Na realidade em que me encaixo, por exemplo, um custo deste é literalmente loucura.

Os métodos que tentaria seriam os seguintes:

  • Buscaria por várias startups da região que resido, e oferecia-me como residente full time sem salário (como um jovem aprendiz, por exemplo). Várias dessas empresas tem uma visão 'mais aberta' em relação ao mercado e aos profissionais, e pode ter certeza que alguma teria a porta aberta para uma oportunidade do tipo. E quem sabe, num futuro, ela não me contrataria?
  • Com um valor muito abaixo destes bootcamps, há a possibilidade de se pagar por diversos cursos pela internet, garantindo inclusive certificados que possam valer um peso considerável no currículo. Há de se lembrar que como trabalhamos com um meio em constante atualização, a nossa capacidade de aprendizado por conta própria deve ser altíssima, e aqui seria uma ótima chance para aplicar este método de ensino.
  • Além de cursos pagos há diversas comunidades abertas espalhadas pela rede, uma ótima fonte de conhecimento e de interação com os colegas. Podendo trocar ideias, praticas, aprendizados e o que mais existir em nosso meio.
  • E, por fim, mas não menos importante, lembre-se que podem existir profissionais tão bons quanto os professores do bootcamp que poderiam se disponibilizar em lecionar presencialmente (se isto for realmente um diferencial para você), e talvez por um preço muito mais em conta.

Bem, releve isto tudo apenas como a visão que tenho deste tipo de curso. Não os desmereço-os, mas também não os levo tanto em consideração, principalmente na questão 'investimento', que como ponderei acima, há diversas maneiras de se poder investir no aprendizado, e de uma maneira bem mais econômica.

Em relação ao mercado, como é muito difícil tomar conhecimento do que um profissional realmente entende ou não até que o mesmo 'coloque a mão na massa' in loco, o que acho que mais se deve levar em consideração é:

  • Experiência;
  • Currículo (ensino/formação, certificações, trabalhos realizados etc);
  • e Networking.

É isso, independente da escolha que venha a tomar, desejo sorte na empreitada e sucesso! Abraços